Arquivos da Cidade

Arquivos de Cidades, é um trabalho de investigação iniciado em 2019 e que tem como objectivo a criação de uma série de publicações sobre arquivos relativos a património construído em cidades de origem portuguesa.

O projecto procura criar uma interpretação contemporânea e mais inclusiva sobre esse património mas também no domínio do património imaterial, tendo como contexto inicial de investigação o Acervo do Arquivo do Serviço Internacional da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) e anteriormente o trabalho relativo à publicação Património de Influência Portuguesa no Mundo ( FCG). A este Arquivo juntam-se outros acervos nacionais e internacionais procurando desse modo a construção de uma diferente leitura sobre um legado que é hoje comum. 

Arquivos de Cidades convida fotógrafos de cada país a fotografar a relação desse património com as dinâmicas atuais da cidade e espaços onde está inserido. Desse modo deseja-se tornar a história um palco vivo e táctil a todos os que o vivem mas que também o interpretam.

A coleção Arquivos de Cidades articula-se em 4 volumes, cada um dedicado a quatro monografias de cidades, sendo que em cada ano será lançado um volume bilingue (português e francês) e com tradução para árabe dos textos mais significativos. 

A publicação representa igualmente um processo de trabalho, em que as reflexões de cada autor, com a sua linguagem de observação sobre a história, sobre os edifícios e os lugares, participam numa leitura das cidades como organismos de composição arquitetônica, histórica, política, mas também estética e social e onde a fotografia adquire uma renovada importância. 

Arquivos de Cidades não é uma publicação sobre metáforas revivalistas, mas surge antes como uma oportunidade para questionar como essas estruturas edificadas, podem agora convocar uma urgência de requalificação criando também uma nova dimensão de cidadania, mais global, mas também mais próxima e unificadora. 

Apoiam desde já este projecto, o CIDEHUS, a Cátedra UNESCO em Património Material e Imaterial da Universidade de Évora e a Cátedra University City of Macau, também da Universidade de Évora. A coleção será publicada pela editora Caleidoscópio e conta com o apoio institucional da Fundação Calouste Gulbenkian.

A equipe é constituída pelos docentes, João Rocha, Filipe Themudo Barata e a bolseira Francisca Queiroz

Património Cultural e Sustentabilidade. Uma relação nem sempre fácil – nova publicação

Muitos falam em património cultural e na sua sustentabilidade. De facto, este tema, apesar de parecer fácil no seu tratamento, quase evidente dir-se-ia, comporta uma complexidade, que aqui se pretende apresentar de uma forma que possa ser por todos compreendida.

O subtítulo aponta para uma questão essencial, ou seja, as relações conflituosas, umas vezes, cooperantes, outras tantas, entre as políticas de sustentabilidade e a conservação, proteção e valorização do património cultural.

Esperam os autores que o livro possa ser útil para todos aqueles que se confrontam com os problemas de saber o que fazer com o seu património cultural; e são muitos. Entre responsáveis municipais e da administração central, especialistas das áreas culturais e económicas, e investigadores, há sempre o desejo de se lhes poder ajudar a encontrar algumas respostas. Mas é verdade que a ideia inicial foi a de apoiar os estudantes que o quiserem consultar.

Barata, F. T., Capelo, S., & Mascarenhas, J. (2021). Património Cultural e Sustentabilidade. Uma relação nem sempre fácil. (F. T. Barata, S. Capelo, & J. M. Mascarenhas, Edits.) Évora: Cátedra UNESCO da Universidade de Évora em “Património Imaterial e Saber Fazer Tradicional”.

O livro encontra-se disponível em PDF aqui

Lançamento do e-book: 𝗗𝗿𝗮𝘄𝗶𝗻𝗴 𝗛𝗲𝗿𝗶𝘁𝗮𝗴𝗲𝘀

Nevena Tatovic, Shajjad Hossain (editors). 2021. Drawing Heritages. Évora: UNESCO Chair UNESCO Chair in Intangible Heritage and Traditional Know-How, Universidade de Évora. ISBN: 978-972-778-198-2.

𝗗𝗿𝗮𝘄𝗶𝗻𝗴 𝗛𝗲𝗿𝗶𝘁𝗮𝗴𝗲𝘀 será apresentado por seus editores e alguns autores, além de ser comentada por Yonatan N. Gez (Arnold Bergerstraesser Institute and IHEID) e Paulo Simões Rodrigues (HERITAS – CHAIA) e o titular emétrito da Cátedra UNESCO Filipe Thermudo Barata.

Esta publicação parte de um conceito interdisciplinar e tem como objetivo refletir sobre o desenho numa perspetiva conjunta do património e da paisagem. Unindo perspectivas sobre aspectos metodológicos e teóricos deste tema, o livro oferece contribuições de acadêmicos estabelecidos e emergentes, bem como artistas e profissionais de diferentes origens.

O seu principal objetivo é explorar o desenho não só no sentido de observar ou contemplar, mas sim de conhecer, como uma ferramenta que, implementada metodologicamente, poderá apoiar e valorizar estas áreas de estudo complexas e em constante evolução. Drawing Heritages está disponível em: https://bityli.com/Cw3AF

🗓 01.Julho.2021 | 15h30 (Lisboa)

💻 YouTube Cátedra UNESCO PCI (https://bityli.com/w9wuL)

Nevena Tatovic, Shajjad Hossain (editors). 2021. Drawing Heritages. Évora: UNESCO Chair UNESCO Chair in Intangible Heritage and Traditional Know-How, Universidade de Évora. ISBN: 978-972-778-198-2.

Filipe Thermudo Barata participa em webinário sobre falar barranquenho

Em 21 de fevereiro comemora-se o Dia Internacional da Língua Materna. Esta efeméride foi proclamada pela UNESCO em 1999 e reconhecida formalmente pela Assembleia Geral das Nações Unidas.  

Em 2021, a Câmara Municipal de Barrancos assinalou a data com um webinário sobre o falar barranquenho em que convidou o professor e titular emérito da Cátedra UNESCO em Património Imaterial Filipe Themudo Barata e a investigadora do CIDEHUS Maria Filomena Gonçalves, conjuntamente com outros investigadores e profissionais locais. O vídeo está no Facebook da Câmara.

Assista, disponível aqui.

Participação de Shajjad Hossain em conferência internacional

No último dia 30 de Junho, o arquiteto Shajjad Hossain, membro integrado do CIDEHUS e estudante de doutoramento associado à Cátedra UNESCO Património Imaterial e Saber-Fazer Tradicional, apresentou o trabalho intitulado “Mapping the literature through digital humanities protocol: Decoding the morphology of a historic settlemen” na conferência internacional CONNECTIONS: Exploring Heritage, Architecture, Cities, Art, Media, promovida pela AMPS, University of Kent, em Canterbury, UK.

Considerando as adaptações necessárias aos eventos no momento pandémico em que vivemos, todas as apresentações foram virtuais. Assim, temos disponível a apresentação completa de Hossain, que representa a primeira parte de seu doutoramento.