Arquivos da Cidade

Arquivos de Cidades, é um trabalho de investigação iniciado em 2019 e que tem como objectivo a criação de uma série de publicações sobre arquivos relativos a património construído em cidades de origem portuguesa.

O projecto procura criar uma interpretação contemporânea e mais inclusiva sobre esse património mas também no domínio do património imaterial, tendo como contexto inicial de investigação o Acervo do Arquivo do Serviço Internacional da Fundação Calouste Gulbenkian (FCG) e anteriormente o trabalho relativo à publicação Património de Influência Portuguesa no Mundo ( FCG). A este Arquivo juntam-se outros acervos nacionais e internacionais procurando desse modo a construção de uma diferente leitura sobre um legado que é hoje comum. 

Arquivos de Cidades convida fotógrafos de cada país a fotografar a relação desse património com as dinâmicas atuais da cidade e espaços onde está inserido. Desse modo deseja-se tornar a história um palco vivo e táctil a todos os que o vivem mas que também o interpretam.

A coleção Arquivos de Cidades articula-se em 4 volumes, cada um dedicado a quatro monografias de cidades, sendo que em cada ano será lançado um volume bilingue (português e francês) e com tradução para árabe dos textos mais significativos. 

A publicação representa igualmente um processo de trabalho, em que as reflexões de cada autor, com a sua linguagem de observação sobre a história, sobre os edifícios e os lugares, participam numa leitura das cidades como organismos de composição arquitetônica, histórica, política, mas também estética e social e onde a fotografia adquire uma renovada importância. 

Arquivos de Cidades não é uma publicação sobre metáforas revivalistas, mas surge antes como uma oportunidade para questionar como essas estruturas edificadas, podem agora convocar uma urgência de requalificação criando também uma nova dimensão de cidadania, mais global, mas também mais próxima e unificadora. 

Apoiam desde já este projecto, o CIDEHUS, a Cátedra UNESCO em Património Material e Imaterial da Universidade de Évora e a Cátedra University City of Macau, também da Universidade de Évora. A coleção será publicada pela editora Caleidoscópio e conta com o apoio institucional da Fundação Calouste Gulbenkian.

A equipe é constituída pelos docentes, João Rocha, Filipe Themudo Barata e a bolseira Francisca Queiroz


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *