WEBINÁRIO: PATRIMÓNIO SINEIRO PORTUGUÊS

Os sons dos sinos integram a paisagem cultural e sonora de diversas cidades portuguesas que ainda mantêm activos esses instrumentos como parte de seu património sonoro e artístico. Através dos seus toques, os sinos foram responsáveis, desde tempos remotos, por ordenar o tempo, alegrar as festividades, comunicar publicamente variadas notícias, alertar para as intempéries e incêndios, garantir a proteção espiritual, chorar os mortos, regular o trabalho, ajudar nos partos difíceis, entre outras funções. O cotidiano das cidades era marcado pela presença constante de uma “sonoridade brônzea”, organizada através de um sofisticado sistema de códigos sonoros reconhecidos por seus habitantes. A salvaguarda do importante património sineiro, em território português – no qual identifica-se sinos datados desde o século XIII -, a preservação dos saberes relacionadas à prática de fundição, a relevância da recuperação e preservação dos toques manuais, o impacto da mecanização, a valorização do ofício de sineiro(a) e o debate sobre a cultura sineira portuguesa como património material e imaterial serão alguns dos temas tratados por especialistas convidados no webinário O PATRIMÓNIO SINEIRO PORTUGUÊS, realizado pelo projeto PASEV – Patrimonialização da Paisagem Sonora de Évora, da Universidade de Évora.

  • Data: 16.Abril.2021
  • Organização: PASEV, CESEM/UÉ, CIDEHUS.
  • Apoio: Direção Regional de Cultura do Alentejo – DRCA, ICOMOS-Comissão Nacional Portuguesa.
  • Inscrição gratuita mas obrigatóriahttps://forms.gle/P6gdDkAABWQuXrrP9

PROGRAMA

Apresentação

11h00-11h10 – Antónia Fialho Conde (Coordenadora do Grupo 2 – Patrimónios, Literacias e Diversidade Cultural do CIDEHUS; Directora do Mestrado em Gestão e Valorização do Património Histórico Cultural da Universidade de Évora; PASEV-UÉ) 

Sessão I  

11h10 – 11h40 – Luis Sebastian (DRCN – UNL/IAP – Instituto de Arqueologia e Paleociências) 

O sino enquanto objeto de investigação histórica e bem patrimonial

11h40 – 12h10 –  Elisa Lessa (Universidade do Minho – CEHUM) 

Sob o soar dos sinos: Braga, entre o passado e o presente

12h10 – 12h40 –  Carlos Jerónimo (Fundição de Sinos de Braga Serafim da Silva Jerónimo & Filhos Lda) 

A Fundição de Sinos de Braga Serafim da Silva Jerónimo & Filhos: a visão de quatro gerações de fundidores


Sessão II  

14h – 14h30 – João Soeiro de Carvalho (UNL – INET-md)

Da torre para a terra: a cultura no som dos sinos

14h30 – 15h – Chiquinho de Assis (Secretário de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Ouro Preto e Consultor no projeto que registrou o Toques dos Sinos e o Ofício de Sineiro, em Minas Gerais, como Património Cultural Imaterial – Brasil)

A prática sineira em Minas Gerais: relatos etnográficos

15h – 15h30 – Rodrigo Teodoro de Paula (Universidade de Évora – PASEV/CESEM)

Dinamização do património sineiro português: o caso eborense​


15h30 – 16h00

Exibição do documentário O SOM DOS SINEIROS (11’33”) e conversa com a diretora do filme, Vanessa Cortez.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *